O que a contabilidade pode fazer por sua empresa? II

A vida pessoal do sócio não tem nada a ver com o CNPJ da sua empresa

Você já ouviu falar em Princípio da Entidade?

A contabilidade separa muito bem o que é bem da empresa (CNPJ) e o que é bem do sócio (CPF). Quem não obedece a essas regras são os próprios empresários. Então veja bem: a maioria das empresas quebram por falta de recursos financeiros, causados por seus próprios gestores, que querem sanar suas necessidades básicas, ou desejos, tirando valores em excesso das empresas.

Um dos maiores erros dos proprietários de pequenas empresas é misturar a conta pessoal com a conta da empresa. Levante a mão quem não sacou dinheiro da sua empresa para fazer aquela viagem que tanto desejava? Quem não pagou um boleto do sócio usando a conta da empresa? Quem nunca retirou um valor maior do que o que foi estipulado como retirada mensal?

Devemos entender que são duas coisas bem distintas e que será impossível mensurar resultados e crescer no mercado se a sua organização não apresentar relatórios que comprovem para onde o lucro está indo.

É tudo uma questão de controle e registro de informações

Geralmente as empresas se preocupam em vender, ou faturar e não depositam importância no controle da pós venda, ou mesmo no controle financeiro da venda. Geralmente a equipe de vendas não conversa com a equipe administrativa/financeira, e começa a determinar preços, prazos, formas de pagamento. Por sua vez, para sanar a falta de recursos o administrativo/financeiro começa a comercializar títulos, fazer antecipação de cartão de crédito, e outros artifícios, então vai ocorrer a perda dupla para o empresário. Vai ocorrer a perda na venda e a perda no recebimento. Nesse caso o encerramento das atividades da empresa é um fato próximo de ocorrer.

Além disso, diversos problemas relacionados à legislação podem surgir, provocando multas e advertências que poderiam ser evitadas.

Dinheiro sobrando não é lucro

Geralmente nas empresas, quando temos sobra de caixa, antes de realizar retiradas além do que for estipulado, isso pode ser a postergação de obrigações, tais como não pagamento de imposto. Há que ser visto ainda se as provisões de despesas de final de ano estão sendo reservadas, constituindo assim reserva de valor para estes gastos futuros.

Veja também se a empresa tem algum projeto de expansão e crescimento, além da possibilidade de ir para uma sede maior, contratar mais colaboradores, investir mais no negócio, melhorar recursos internos, uso de sistemas e informatização de processos manuais, enfim, vai depender muito dos projetos de crescimento do negócio.

Quer saber um pouquinho mais sobre Indicadores Contábeis e Financeiros? Acompanhe nossas dicas e informações postadas semanalmente em nosso Blog e redes sociais, além de vários conteúdos no formato PodCast e em nosso canal no YouTube.

Contatos:
Whatsapp: 85988910976
Site: https//:gestaocontabilonline.com.br
E-mail:[email protected]
Nossos canais de Contato: https://linktr.ee/gestaocontabil