CNPJ, MEI ou Autônomo? Qual a melhor opção para iniciar um negócio?

Ano novo, velhas promessas, bilhões de “especialistas” para lhe ensinar como ser milionário, a ter um negócio de sucesso, a ter um 2020 cheio de vitória e conquistas. Não se preocupe, não vamos seguir essa linha de raciocínio e tentar transformar você em um multimilionário de sucesso. Nós acreditamos no trabalho constante e com foco em resultados, na verdade algumas decisões básicas só dependem de você e de suas escolhas, por isso escrevemos esse texto para lhe ajudar.

Vai empreender em 2020? Excelente, mas antes pare e decida algumas coisas: Vai abrir uma empresa? Vai ter seu próprio negócio? É melhor atuar primeiro como autônomo e esperar o negócio crescer? Devo ser logo microempreendedor Individual (MEI)? Ou é melhor abrir logo um CNPJ e optar pelo Simples Nacional?

Veja bem, você já parou para analisar junto com seu contador se é vantajoso ter logo um CNPJ ou é necessário primeiro criar um negócio para depois legalizar? Evitar gastos iniciais e fazer tudo na informalidade é vantagem? Vão surgir “palpiteiros” dizendo que sim, é melhor ser ilegal no início, contudo, caso a opção seja esse caminho (da informalidade), você vai ter muito mais trabalho e vai adiar algo que vai impedir o seu crescimento a curto e médio prazo, dependendo do seu negócio e seguimento a ser explorado. Então inicialmente vamos planejar antes de gastarmos energia e dinheiro à toa?

Devo atuar de forma autônoma? Ou devo partir logo para um CNPJ ou MEI?

Vamos lá, se você não vai ter uma dedicação exclusiva a essa atividade, se você tem uma profissão regulamentada (médico, contador, advogado, engenheiro e outros) você pode atuar de forma autônoma, principalmente quando a atividade for a prestação de serviços. Nesses casos, dependendo do faturamento, pode ocorrer inicialmente a inscrição na prefeitura de forma autônoma, pagando o ISS de forma única ou parcelada, com validade anual, podendo inclusive emitir nota fiscal avulsa, com incidência dos demais impostos (IRPF, INSS e outros).

Para essas atividades regulamentadas existem alguns impedimentos para registro no MEI. Deve-se primeiro consultar a lista de serviços de atividades permitidas para o MEI (disponível no site: https://bit.ly/35KoJy1 ). Caso a atividade a ser explorada não esteja na lista de serviços, então o empreendedor deve analisar as opções de ter uma empresa utilizando os regimes de tributação existentes hoje no Brasil.

Para entender mais sobre os regimes de tributação, escute nossoPodcast GC01https://bit.ly/2TeLIir

Este tipo de decisão, considerando as diversas possibilidades e formatos para criar um negócio, deve ser analisado, pensado e projetado com informações, desejos e realidade de cada negócio e visão de seus empresários. Abrir um novo negócio não é uma receita de bolo que pode ser usado para todos os tipos de negócios, empresas e seguimentos. Cada informação e detalhe deve ser visto e revisto, por contadores, advogados, empreendedor e outros profissionais, para se chegar ao modelo ideal para o empresário.

Veja alguns detalhes sobre cada possibilidade:

MEI X AUTÔNOMO

MEIAUTÔNOMO
Possui CNPJNão possui CNPJ
Pode contratar até 01 funcionárioNão pode contratar funcionário
Pode emitir nota fiscalNão pode emitir nota (só nota avulsa)
Valor mensal de impostoValor anual de imposto
Possui limite de faturamentoNão possui limite de faturamento
Declaração de faturamento anualNão possui declaração de faturamento

Posso não ser MEI nem Autônomo e abrir logo um CNPJ normal?

Claro que pode! Por isso que nossa melhor dica é: Consulte seu contador! Ele pode fazer um estudo seguro e elaborar um planejamento tributário, onde vai ser possível fazer as vantagens e desvantagens de abrir um ou outro modelo de empresa, um ou outro modelo de tributação, e ainda fazer um planejamento a longo prazo, prevendo a melhor e menor forma de pagar os tributos, seja qual o modelo a ser adotado.

Tem como fugir da carga tributária elevada?

Claro! O bom de termos estes modelos de abertura de empresa, de tributação e conhecer bem as regras tributárias, é que um especialista pode evitar que seus impostos sejam incorretos e/ou imprecisos no início, para irem sendo elevados de acordo com o seu faturamento e condições de sua empresa.

Como devo proceder então para abrir uma empresa

Primeiro de tudo: converse com um contador de sua confiança.
Segundo: confie no que o profissional contábil vai lhe aconselhar!

É difícil ser empresário no Brasil? É, sem dúvida! É complicado criar um negócio do zero e transformá-lo em um negócio rentável? Com certeza! Vale a pena então empreender no Brasil? Sim, vale muito a pena e é algo que pode mudar sua vida, que pode lhe dar uma condição muito melhor do que você tem hoje, na condição de empregado, desempregado, autônomo ou trabalhando na informalidade. Para isso, o que você precisa é de um bom planejamento e contar com bons profissionais, o resto é muito trabalho e dedicação. Não desista, seja persistente, Deus e sua capacidade vão lhe ajudar a chegar lá!

Veja ainda os textos em nosso Blog, principalmente os da secção VOCÊ + EMPREENDEDOR

Caso ainda tenha dúvidas, entre em contato com nossa equipe.

Contatos:
Whatsapp: 85988910976
Site: https//:gestaocontabilonline.com.br
E-mail:[email protected]
Nossos canais de Contato: https://linktr.ee/gestaocontabil