O segredo do sucesso são os controles implantados na sua empresa!

Antes de pensar em crescer, pense em CONTROLAR. Mas você controlar o que? Você pode me perguntar.

Toda empresa precisa de controles internos, aprender a analisar seus números e resultados e melhorar os processos continuamente. Que tal fazer isso utilizando algumas ferramentas que listamos abaixo:

5W2H

O 5W2H é um checklist de atividades a serem realizadas pelas pessoas que fazem parte de um projeto em comum. 

Essa metodologia ajuda a guiar os passos diários em direção a um objetivo e estabelecer as tarefas necessárias, bem como os prazos e a pessoa responsável por cada uma delas.

As siglas representam orientações que auxiliam nesse processo:

  • 5W
    • What: o que será feito? 
    • Why: por que será feito?
    • Where: onde será feito?
    • When: quando será feito?
    • Who: por quem será feito?
  • 2H
    • How: como será feito?
    • How much: quanto vai custar?

Análise SWOT

Ela é considerada uma das ferramentas mais úteis para ter uma visão ampla da organização e levantar as informações necessárias para um planejamento estratégico. 

Essa análise é muito boa para definir os pontos fortes e fracos de uma empresa frente à sua concorrência, considerando fatores internos e externos à organização. 

A sigla SWOT é formada pelas iniciais de: Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats, que traduzindo para o português transforma-se em FOFA: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças.

Ciclo PDCA

Esse é um processo composto por quatro etapas, repetidas na mesma ordem, de forma a padronizar tarefas. A cada repetição, a segurança na execução vai aumentando. 

Por ser um processo contínuo, ele possibilita que o seu planejamento seja constantemente analisado e aperfeiçoado de forma a minimizar os erros a cada novo ciclo.

Suas etapas são identificadas a partir da letra inicial da sigla (em inglês), conforme mostramos a seguir:

  • Plan – planejar: quanto mais detalhado for o seu planejamento, mais fácil será alcançar seus objetivos e lidar com as dificuldades que irão surgir. O intuito é correr apenas riscos calculados e antecipar imprevistos, evitando ser pego desprevenido. 
  • Do – fazer: nada mais é do que colocar o seu planejamento em prática. Essa etapa começa com o treinamento e qualificação pessoal e da equipe. É importante que todos estejam preparados para executar as tarefas que serão delegadas.
  • Check – conferir: é o momento de definir se aquilo que foi planejado deve ser mantido ou precisa ser ajustado. Faz parte do ciclo PDCA não aguardar o fim de uma etapa para começar uma análise. Ela deve ser feita assim que os primeiros resultados visíveis do planejamento financeiro começarem a aparecer, para que as projeções e as realizações sejam comparadas.
  • Action – agir: essa etapa não se trata de fazer, mas sim de agir estrategicamente. A diferença aqui é analisar os resultados obtidos no período estabelecido e verificar se é necessário realizar correções. Em caso positivo, é hora de executar as modificações.

Gostou dessa informação? Quer ter acesso a mais conteúdo para ajudar seu negócio ser rentável e crescer de forma correta? Acompanhe nossas #DicasGC, acesse nossas séries de conteúdo: Você + Gestor, Gestão de Pessoas, Gestão Financeira, 50 tons de Simples e ainda conteúdos extras em nosso #BlogGC. Siga a GC Gestão Contábil em nossas redes sociais @Gestao_Contábil, e confira vários dicas no formato #PodCastGC e através de nossos vídeos no canal do YouTube.

Contatos:
Whatsapp: 85988910976
Site: http://www.gestaocontabilonline.com.br
E-mail: [email protected]
Nossos canais de Contato: https://linktr.ee/gestaocontabil