Sem contabilidade minha empresa pode quebrar?

A resposta para essa pergunta é depende!
Certamente sem um bom serviço contábil, o trabalho do empresário é muitas vezes maior, e sem as informações geradas pela contabilidade, seu negócio entra em uma zona de risco, que não pode ter volta. Veja alguns pontos:

Não ter um planejamento e metas

O planejamento e metas de uma empresa não devem estar somente na cabeça do empresário. Pode parecer uma ferramenta supérflua e até desnecessária para quem não a conhece, contudo, o planejamento de negócios e suas metas bem definidos é o primeiro passo para entender exatamente em que você está se metendo. Diante de um planejamento elaborado e de fácil acesso, o empresário terá uma noção real dos investimentos que deve fazer, das demandas operacionais a serem sanadas, e ainda uma previsão do mercado e a forma de atuação da empresa com várias ações previstas. Assim o empresário fica precavido de se deparar com surpresas acontecimentos desagradáveis.

Descontrole financeiro (Fluxo de caixa)

Nove em cada dez empresário que não tiveram sucesso na vida empresarial relatam que seu maior problema foi a falta de dinheiro para sanar suas obrigações. Mas como isso pode acontecer? Fácil: não foi dado a devida atenção ao controle financeiro das empresas. Você é daqueles empresários que acham que bastaria dar uma olhada rapidinha no saldo da conta corrente de sua empresa para ter certeza de que tudo vai bem na empresa? Isso pode estar lhe dando uma falsa sensação de que tudo vai bem…

Dica de ouro: é essencial acompanhar todos os recebimentos (entradas) e programar atentamente os pagamentos (saídas de recursos na empresa), isso vai garantir uma tomada de decisão com base na necessidade financeira da empresa, refletindo assim na tomada correta de decisões. Assim ficará fácil de identificar onde será mais interessante investir ou se é preciso solicitar recursos a terceiros (empréstimos).

Não ter um planejamento tributário

Quando o assunto é imposto, as dúvidas são comuns a todos os empresários: Será que eu estou pagando corretamente os impostos? Será que eu não estou pagando imposto em excesso? Não tem como pagar menos imposto?

Nada melhor para responder estas perguntas do que a realização de um Planejamento Tributário! É caro? É trabalhoso? Vou conseguir entender o que o contador vai explicar? Tudo é possível, mas se você não procurar aprender um pouco sobre planejamento tributário e se está ou não pagamento imposto indevidamente, melhor começar a falar com seu contador hoje mesmo. Nem tudo do seu negócio, obrigatoriamente vai gerar imposto, sabia? Pode existir isenções para sua atividade que você não está aproveitando no momento. Por essas e outras é que vale a pena ter o auxílio de um contador especialista em tributos para analisar o melhor enquadramento tributário para sua empresa, avaliando o que a legislação pertinente oferece de favorável.

Confusão patrimonial

Já falamos sobre esse tema em vários textos e em episódios de Podcast. Erro grave: empresário faz do caixa da empresa o maior financiador de sua carteira ou conta pessoal. Isso leva ao cometimento de erros mais graves que o empreendedor pode cometer. Evite hoje mesmo esses erros. Separe suas despesas, com uso de uma conta específica para a pessoa jurídica e estabeleça um pró-labore para si. Sempre pague as obrigações da entidade com recursos obtidos pela própria empresa! Isso vai facilitar não só o controle da contabilidade, mas também a avaliação sobre se o negócio é mesmo viável na prática.

Sócio e empresário não é funcionário

Uma das primeiras atitudes que o empresário deve estabelecer na sua empresa é o valor e quando ele deve retirar os seus pró-labores. Quando? Sim, isso mesmo. Nem sempre é possível no início do negócio o sócio fazer retiradas, ou mesmo ter direito a um pró-labore, por isso criamos este tópico para chamar atenção: sócio e empresário não é funcionário.

Mas como os sócios são remunerados e sobrevivem com seus empreendimentos? A primeira coisa a ser feita é estipular um valor compatível com o negócio, e se estes valores vão ser possíveis de serem pagos, sempre observando o fluxo financeiro do negócio, quaisquer que sejam os resultados que a empresa apresente em dado momento. No início, deve ser considero não estabelecer uma remuneração fixa, mas, sim, repassar um valor que seja devidamente proporcional aos lucros alcançados no período em questão. Depois, logicamente, com a estabilidade do negócio, estes valores devem ser ajustados.

Aventurar-se em um negócio, sem ter números e informações confiáveis

Não cometa o erro de achar que sabe tudo sobre seu negócio, e não saia tomando decisões sem analisar dados e informações do seu negócio. Faturamento de um mês aumentou? Estudo o motivo. Está sobrando dinheiro na conta da empresa? Analise todas as despesas do mês. Vai abrir um negócio achando que vai dar certo no primeiro mês? Busque dados do negócio, de concorrente e de profissionais que possam ratificar suas impressões.

É fundamental para o empresário entender sobre a área em que vai atuar. Os sócios devem estudar a fundo sobre o mercado, onde pretendem operar, concorrência, preços a serem praticados, tributação, fornecedores, entendendo minuciosamente desde as características mais básicas daquela atividade até as tecnologias disponíveis. Além de tudo é preciso entender o público e quais serão os seus maiores desafios.

Vou quebrar porque não tenho um contador?

Veja bem, isso não é uma praga de contador, ou porque eu sou pessimista, mas você viu aqui alguns pontos levantados por um contador, que você pode ou não estar atento no seu negócio.

Não digo que você vai quebrar, que seu negócio vai falir, contudo, você há de concordar que é bem mais difícil falar sobre estes, e outros temas ligados a contabilidade, sem um bom profissional contábil ao seu lado, não é mesmo?

Nada impede que sua empresa possa possuir um setor contábil interno, contudo, é muito mais barato e confiável ter a assessoria de uma empresa contábil para os serviços fiscais, trabalhistas, para legalizar o seu negócio, analisar a performance do seu negócio, dentre outras atribuições. Além disso, um profissional contábil vai garantir sigilo, transparência e responsabilidade sobre todos os assuntos do seu negócio, sem atrasos ou baixa produtividade em suas solicitações. Vai ser fácil para os gestores tomarem decisões sobre assuntos financeiro-contábeis.

Se você seguir todas essas dicas, dificilmente sua empresa correrá muitos riscos de quebrar. Então o que ainda está esperando para colocá-las em prática? Comente e nos fale o que tem feito para se resguardar dos perigos financeiros de seu negócio? Como tem cuidado das práticas e condutas relacionadas ao plano contábil de sua empresa? Compartilhe suas experiências conosco!

Gostou dessa dica rápida? Quer ter acesso a mais informações e conteúdo para ajudar seu negócio ser rentável e crescer de forma correta? Acompanhe nossas #DicasGC, acesse nossas séries de conteúdo: Você + Gestor, Gestão de Pessoas, Gestão Financeira, 50 tons de Simples e muito mais informações postadas semanalmente em nosso #BlogGC. Siga nossas redes sociais @Gestao_Contábil, e confira vários conteúdos no formato #PodCastGC e em nosso canal no YouTube.

Não esqueça, temos muitos conteúdos também no formato #PODCASTGC. Acesse via link:

Essa é a GC Gestão Contábil, aqui o seu negócio tem valor!

Contatos:
Whatsapp: 85988910976
Site: https//:gestaocontabilonline.com.br
E-mail: [email protected]
Nossos canais de Contato: https://linktr.ee/gestaocontabil

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *