06 passos para abrir seu novo negócio

“O principal motivo pelo qual as pessoas fracassam na vida é porque ouvem seus amigos, familiares e vizinhos.” Napoleon Hill

Decidir abrir o seu próprio negócio é totalmente diferente do que abrir o seu próprio negócio. Não é uma questão de querer e dinheiro, é muito mais do que isso. Envolve pesquisa de mercado, conhecimento sobre o negócio a ser implementado e muito planejamento. Aproveitamos esse tema para lhe dar dicas rápidas de como percorrer esse caminho, de forma mais tranquilo, sem grandes erros de trajetos, em 06 dicas rápidas. Vamos conferir?

Mais do que vontade, a abertura e o gerenciamento de um novo negócio exigem um conjunto de habilidades e conhecimentos, que vai desde como entender o mercado, o público e planejar bem cada etapa. Uma boa administração considera, também, estratégias de marketing, um fluxo de caixa controlado e passa, ainda, por muita criatividade, inovação garra e dedicação, sem falar no tempo de maturação do negócio até o atendimento do ponto de equilíbrio, com posterior período de obtenção de lucro, que é o desejado por qualquer empresário e empreendedor.


Sabendo que você pode estar precisando de uma ajudinha de um contador experiente nesse tipo de assunto, fizemos aqui um “mimo” para lhe ajudar a começar a empreender. Criamos um roteiro para seguir e iniciar bem o seu novo negócio. Confira, os seis passos para ter sucesso na abertura do seu empreendimento!

1. Defina o seu negócio

Muito bem, você decidiu desbravar os problemas no Brasil, resolveu mudar de lado da mesa e agora você quer se tornar um empreendedor, mas não sabe por onde começar ou que negócio vai abrir?

Antes que qualquer coisa estudo muito sobre o que vai querer empreender. Se for algo relacionado a alguma atividade que você já exercia antes, procure aprender mais e analisar o mercado. Onde esse produto/serviço pode ser implementado? Visite possíveis concorrentes. Veja na literatura o que tem disponível sobre esse negócio. Veja o comportamento desse produto/serviço em outros municípios ou estados. Busque informações sobre ciclo de vendas, sazonalidade, tipo de investimentos para abrir o seu negócio, enfim, informe-se o máximo possível, e até abrir o seu próprio negócio, mesmo com todo esse trabalho, você vai perceber, depois de abrir o seu negócio, que o estudo sobre o desempenho e negócio, nunca acaba, é constante.

2. Planejamento & Plano de Negócio

Para tornar um negócio realidade, é preciso ter perfil empreendedor, conhecer a realidade do mercado e organizar um plano de negócios. Não tem segredo! Para que qualquer negócio prospere no Brasil, é preciso muito planejamento, organização e análise constante. Não se trata de sorte, reza, fórmula mágica. Tudo é uma questão de ter bem definido o custo do investimento e análise de desempenho pós abertura. Mesmo antes de abrir o seu próprio negócio, é preciso levantar o valor do investimento para implementar o negócio. Depois desse início o sucesso vai depender da gestão e controle do desempenho, é nessa fase que o empreendedor e empresário vai ter que analisar o desempenho, mudar as estratégias e implementar mudanças, ou simplesmente acompanhar o crescimento, descobrindo novos públicos, novos produtos, expansão e crescimento. Veja bem: nada substituirá o planejamento e o que foi determinado em seu plano de negócio.

3. Estruture o negócio antes da abertura

Vamos organizar as ideias. Você decidiu empreender e definiu o seu negócio (passo 01), em seguida você montou um planejamento e organizou o plano de negócios (passo 02), em seguida você vai precisar definir como vai ser sua atuação, onde vai atuar, qual o seu público-alvo, equipe mínima, horário de funcionamento e vários outros detalhes. O passo seguinte que você precisa tomar é a coleta de informações para dar subsídio consistente à criação da empresa. Nessa fase de estruturação do negócio você vai precisar fazer uma pesquisa de dados sobre:

  • Mercado – Características, público, taxa de crescimento, dificuldades, perfil do público;
  • Finanças – Capital de giro, formas de vendas, taxas, linhas de crédito, parceiros, vantagens comerciais;
  • Marketing – Redes sociais, investimento mensal, formas de divulgação, promoções;
  • Localização do empreendimento – melhor local de instalação, proximidade com o público;

É muito importante considerar essas informações para alinhar, ajustar, produzir no planejamento e plano de ação do seu negócio (pano de negócio). Isso vai fazer com que você deixe de usar o “eu acho” para o uso do “tenho certeza”. Para facilitar o seu entendimento do negócio, procure saber detalhadamente quais informações obter e como fazer o levantamento. Busque ajuda de profissionais, como contadores, advogados, administradores, economistas, assim como de entidades como CDL, Sebrae, Sindicatos etc.

4. Pare, pense e execute

Você fez todo o trabalho de casa: definiu o que iria explorar, fez o planejamento e plano de negócio, estudou o mercado e está cheio de informações que devem ser observadas antes de abrir o seu negócio. Agora está na hora de organizar tudo e dividir as ações e ir implementando passo a passo do seu planejamento. Você pode dividir tudo que precisa ser feito em etapas, A próxima iniciativa que você deve ter é de organizar as informações coletadas. Uma boa dica nesse momento é: estude a concorrência! Outro ponto que você deve considerar é elaborar um plano possível e não o ideal. Seria bom ter o “melhor negócio do mercado”, mas quem sabe para você seja melhor “iniciar as atividades” para depois ir implementando tudo que você deseja. Isso evita grandes gastos no início e possibilita que você “implemente o seu DNA e cria a sua padronização após o processo de abertura”. Nessa fase o menos é mais. O perfeito é inimigo do bom, do ideal.

5. Orçamento

Detalhe simples, porém, crucial: Quem vai pagar a conta do seu sonho?

Geralmente os negócios são implementados com parte dos recursos de terceiros, ou seja, financiamento e empréstimos. Um problema grave para o novo empreendedor e empresário é a falta de crédito. Então o que fazer para obter crédito? Você pode precisar de dicas de gestão de dinheiro e de como conseguir auxílios financeiros para as suas necessidades básicas e inicio das atividades. Separe os orçamentos:

 1 – Orçamento de obras e pré-abertura do negócio;

2 – Orçamento operacional, fluxo de caixa e manutenção das atividades.

Entenda que ao abrir o seu próprio negócio ele não vai iniciar o primeiro mês faturando suficiente para pagar todas as contas, tanto para pagamento dos empréstimos e saldar as linhas de créditos utilizadas, como para manter o negócio operacional por 04, 05, 06 ou mais meses. Por isso você deve dividir o seu orçamento em dois, como proposto acima. Lembre-se de nunca esquecer de:

  • Negociar constantemente com fornecedores os prazos de pagamento;
  • Buscar os melhores financiamentos e análise das necessidades de capital de giro;
  • Sempre que possível renegocie pagamentos e empréstimos contraídos;
  • Estudo o mercado para saber qual o melhor financiamento para o seu negócio;
  • Tente buscar o maior número de garantias da empresa que deve ser apresentado para obter crédito.

6. Realizando seu sonho

Tudo pronto. O que fazer agora? Simples! Inicie os preparativos de abertura do seu negócio, sem se esquecer da última e principal etapa que é a de legalizar e registrar o seu negócio para torná-lo realidade. É de fundamental importância você saber que deve formalizar o empreendimento.

A formalização vai legalizar todo o seu negócio, possibilitar o crescimento, abrir portas em instituições financeiras, tornar o seu negócio profissional e o principal: você via estar começando algo de forma correta, for a da ilegalidade e sem entraves que possam impedir o seu crescimento e organização futuro, possibilitando inclusive transformar o seu negócio em uma franquia, no crescimento através de novos sócios que possam ingressar no seu negócio, ou mesmo, quem sabe, a venda total do seu negócio, para que você possa implementar um novo!

Gostou do nosso conteúdo?

Quer ter acesso a mais informações e conteúdo para ajudar seu negócio ser rentável e crescer de forma correta? Acompanhe nossas #DicasGC, acesse nossas séries de conteúdo: Você + Gestor, Gestão de Pessoas, Gestão Financeira, 50 tons de Simples e muito mais informações postadas semanalmente em nosso #BlogGC. Siga nossas redes sociais @Gestao_Contábil, e confira vários conteúdos no formato #PodCastGC e em nosso canal no YouTube.

Siga nosso CEO Gilson Castro (@gc_gilson_castro) e a GC Gestão Contábil (@Gestao_Contabil) no Instagram.

Para saber mais sobre os nossos conteúdos:

Inscreva-se em nosso Canal aqui do Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCxHmviWIdHaJovbMi5ntKFQ

Participe da nossa Lista de E-mails: https://bit.ly/3AIFF7y

Siga nosso Instagram: @gestao_contabil

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/GestaoContabil

Acesse nosso Site: http://www.gestaocontabilonline.com.br

Mais conteúdo e informações: https://linktr.ee/gestaocontabil

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *